Nem sempre os nossos pensamentos e ideais são iguais aos dos nossos pais. Muita vezes já briguei, já chorei, fiquei de cara fechada e nada adiantou. Nunca fui muito de fazer (muitas) coisas erradas, sou muito emotiva, então qualquer coisas que falem ou briguem comigo eu já fico pensando em várias coisas e na maioria das vezes, eu choro. Crescer não é uma coisa fácil, querer ter a sua independência se tornou algo que a maioria das pessoas da minha idade almejam. Sair por ai, curti e querer chegar a hora que quer, fazer o que quer se tornou o "bum" de uma briga com a família. Sou adolescente e sei muito bem como é isso. Essa semana aconteceu isso comigo. A vontade de ter liberdade, de crescer me fez querer ter a independência que ainda é muito cedo para eu ter.
Mudei as minhas ferias esse ano. Procurei um emprego de verão, passei minhas férias toda, depois de um terceiro ano super cansativo, trabalhando para comprar minhas coisas (é tão bom a gente comprar as coisas com o nosso dinheiro, sem ter que pedir nada a ninguêm né?). Mas isso não me tornou uma adulta, nem fez de mim a pessoa mais independente do mundo, apenas me deu maturidade. Entender que você está amadurecendo é bem diferente de você decidir fazer o que bem entendi. Apenas a frase " Bruna, você ainda é muito jovem para isso..." me fez acordar. Sei que a minha independencia vai ser um fruto da minha maturidade.
E vocês, já pensaram nisso?

Beijos, @meninamarela

Deixe um comentário